Brasileirão: os gringos com melhor aproveitamento desde 2003

In Curiosidades

A história do Brasileirão começou oficialmente em 1971, quando foi realizada a primeira edição de um campeonato nacional com este nome. E desde então nenhuma equipe conseguiu conquistar o título da principal competição nacional tendo um técnico gringo no comando.

Esta situação só muda se levarmos em consideração a unificação de título nacionais que ocorreu recentemente. Assim, o Bahia foi o grande campeão da Taça Brasil de 1959 tendo Carlos Volante como seu treinador, argentino que jogou por muito tempo no país e inclusive “batizou” uma das posições do meio-de-campo.

O Flamengo neste ano vem forte na luta pelo título e pode coroar o português Jorge Jesus como primeiro estrangeiro a ser campeão do Brasileirão em sua era moderna. O aproveitamento do “Mister” é alto e já o coloca, pelo menos até aqui, como o melhor gringo que já treinou no futebol brasileiro de acordo com o seu aproveitamento de pontos.

Confira abaixo quais foram os treinadores estrangeiros com o maior aproveitamento de pontos no futebol brasileiro desde 2003, época em que começou a Era dos Pontos Corridos no Brasileirão e deixe o seu palpite no Betz Club: o Flamengo irá conquistar o título?

 

1º – Jorge Jesus (Flamengo 2019 – *Até a 26ª rodada) – 86,27% de aproveitamento

O português Jorge Jesus assumiu o Flamengo na 10ª rodada com grande estilo: uma goleada de 6×1 contra o Goiás. Desde então já dirigiu a equipe por 17 partidas com 14 vitórias, dois empates e apenas uma derrota, contra o Bahia na 13ª rodada do Brasileirão.

 

2º – Lothar Matthäus (Atlético-PR 2006) – 83,33% de aproveitamento

O alemão Lothar Matthäus é uma lenda do futebol alemão, mas não repetiu a mesma fama como treinador. Teve uma passagem breve pelo clube paranaense, apenas de janeiro até março de 2006 e sequer chegou a treinar no Campeonato Brasileiro, saindo antes do início do nacional.

 

3º – Juan Carrasco (Atlético-PR 2012) – 67,59% de aproveitamento

O Athletico-PR foi rebaixado para a Série B do Campeonato Brasileiro em 2011, e para 2012 investiu no uruguaio Juan Carrasco para treinar a equipe. Mas nem o grande aproveitamento de Carrasco serviu para apagar um início ruim na Série B, causando a queda de Carrasco ainda em junho.

 

4º – Jorge Sampaoli (Santos 2019 – *Até a 26ª rodada) – 65,40% de aproveitamento

Brasileirão

2019 é mesmo o ano dos gringos no Brasileirão, e o argentino Jorge Sampaoli é o maior responsável pela grande campanha do Santos até aqui. Caso chegue até o final da temporada, Sampaoli pode ser um raro caso onde um treinador inicia e termina um ano na mesma equipe no futebol brasileiro.

 

5º – Jorge Fossati (Internacional 2010) – 62.04% de aproveitamento

Brasileirão

O uruguaio Jorge Fossati fez um bom trabalho no Internacional em 2010 e deixou a equipe como semifinalista da Copa Libertadores da América. Após a sua saída, o Colorado conquistou a América com Celso Roth, no mesmo ano em que foi eliminado pelo Mazembe no Mundial de Clubes da FIFA.

You may also read!

UEFA Euro 2020

UEFA Euro 2020 ganha forma

Principal competição do futebol entre seleções após a Copa do Mundo, a UEFA Euro (também conhecida no Brasil como

Read More...

Promoções da segunda quinzena de novembro

O final de novembro chega trazendo o jogo mais importante do ano para um clube do futebol nacional, além

Read More...
UFC São Paulo

O que esperar do UFC São Paulo 2019?

O UFC, maior evento de MMA do mundo, já realizou 35 eventos no Brasil, sendo o país que mais

Read More...

Leave a reply:

Your email address will not be published.

Mobile Sliding Menu